Araranguá

Boletim Epidemiológico estrutura dados da pandemia

Diariamente é divulgado informações padronizadas e serve como ferramenta de gestão

Ascom

Os municípios da Amesc (Associação dos Municípios do Extremo Sul Catarinense) em parceria com a Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), o Grupo de Trabalho (GT) no Enfrentamento à Pandemia UFSC - Campus Araranguá, juntamente com o Laboratório de Epidemiologia e a Escola de Saúde Coletiva, adotaram o "Investiga-Covid". O modelo de boletim, que traz os dados dos 15 municípios do Vale do Araranguá, é elaborado como ferramenta para gestão. 

Segundo os professores da UFSC, Ione Schneider e Roger Flores Ceccon, o "Investiga-Covid" é uma ação de vigilância epidemiológica, análise e diagnóstico situacional que produz subsídio para a tomada de decisão dos gestores no âmbito do SUS na região da Amesc. Tendo em vista a necessidade de ações estratégicas, rápidas e oportunas no enfrentamento à Covid-19, a falta de testagem para diagnóstico e as diferentes mudanças no padrão da pandemia, é fundamental conheceros grupos sociais mais afetados e como a pandemia está se comportando na região. 

Para isso, a Universidade Federal de Santa Catarina, o GT no Enfrentamento à Pandemia UFSC - Campus Araranguá, o Laboratório de Epidemiologia e a Escola de Saúde Coletiva, em parceria com os municípios da Amesc, fortalecem os serviços de vigilância e investigação epidemiológicas ao apresentar informações mais específicas acerca das características da doença, das pessoas acometidas, da velocidade da doença, da capacidade instalada e das ações utilizadas pelos municípios da região. 

Todos os casos suspeitos, monitorados, confirmados, descartados e que foram a óbito serão investigados e analisados. A ação busca reduzir infecções e mortes e reduzir o impacto da pandemia na sociedade. 

Para o presidente da Amesc, prefeito de Balneário Gaivota, Ronaldo Pereira da Silva, é importante a parceria com instituições capacitadas em pesquisa e que elaborem o material técnico que sirva de diagnóstico da situação. "A população precisa se manter informada e assim temos este material, bem como ela se torna fonte de pesquisa e análise da situação. Agradecemos muito a parceria com a UFSC em nos auxiliar diante desta pandemia". 

A assessora em Políticas Públicas da Amesc, Rosangela Alexandrino, observa que o material é um boletim padronizado entre os 15 municípios por meio dos professores da UFSC. "Demanda de parceria com as Vigilâncias Epidemiológicas municipais. É este setor que faz o mapeamento das informações que os pesquisadores precisam para fazer a análise. A partir daí o material é disponibilizado no site da Amesc e as secretarias de Saúde municipais recebem o arquivo para fazer a divulgação também. O Boletim Epidemiológico tem caráter informativo sobre a situação epidemiológica relacionada ao novo coronavírus, especialmente, sobre os municípios que compõem a Associação dos Municípios do Extremo Sul Catarinense". 









Rede Nortesul de Comunicações Ltda. - CNPJ 09.284.014/0001-59
Contato (48) 3548-0108 (Whatsapp) - E-mail: contato@jornalnortesul.com