PMSC

Comandante da PMSC viaja à Brasília em busca de apoio para projeto de segurança

PMSC

O comandante-geral da Polícia Militar de Santa Cataria, coronel Dionei Tonet, viajou nesta terça-feira, 23, para Brasília onde participa da primeira reunião de 2021 do Conselho da Comissão de Anistia do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos. Tonet foi acompanhado dos coronéis Wallace Carpes e Sinval Santos da Silveira Júnior, assessores especiais do Comando-Geral da PMSC.

Durante a viagem, que se estenderá até quarta-feira, 24, Tonet pretende conversar também com a bancada federal catarinense sobre o projeto para a obtenção de verbas do orçamento impositivo. A PMSC busca apoio dos congressistas para viabilizar uma maior proteção à integridade física dos policiais militares catarinenses e fortalecer as atividades operacionais. 

De acordo com o projeto, o comandante-geral da PMSC explica a "ênfase é o serviço das guarnições que desenvolvem atividades especializada de alto risco". Ele lembrou do assalto a uma agência bancária em Criciúma, no dia 01 de dezembro de 2020, que tornou ainda mais urgente à necessidade de equipar a PMSC com veículos blindados e coletes com maior resistência balística.

Com a verba prevista de R$ 19 milhões, o projeto visa a aquisição de 55 novas viaturas com blindagem e duas mil placas balísticas nível III A. Esses equipamentos possibilitarão atender 100% dos Pelotões de Patrulhamento Tático (PPT) que estão estrategicamente distribuídos em Santa Catarina, bem como, atendem às necessidades do Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE) e do Batalhão de Choque, tendo em vista que estes dois batalhões possuem importante e frequente utilização em todo território catarinense. "O apoio da bancada catarinense na busca de recursos federais para este projeto é de essencial importância para a Segurança do nosso Estado", completou.]




Rede Nortesul de Comunicações Ltda. - CNPJ 09.284.014/0001-59
Contato (48) 3548-0108 (Whatsapp) - E-mail: contato@jornalnortesul.com