Educação

MEC pretende implantar no país 108 escolas cívico-militares até 2023

Medida está prevista no Compromisso Nacional pela Educação Básica

Agência Brasil
Foto: (Marcelo Camargo/Agência Brasil

O Ministério da Educação (MEC) pretende implementar 108 escolas cívico-militares até 2023. Essa é uma das ações previstas no Compromisso Nacional pela Educação Básica, documento apresentado hoje (11), em Brasília. Ele reúne ações que estão sendo planejadas para serem implementadas até o fim do atual governo.

Além das escolas militares, pretende-se dar celeridade à conclusão de mais de 4 mil creches até 2022; conectar 6,5 mil escolas rurais por meio de satélite em banda larga em todos os estados; e ofertar cursos de ensino a distância para melhorar a formação de professores, até 2020, entre outras ações.

O documento foi elaborado pelo MEC em conjunto com estados e municípios representados pelo Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed) e a União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime). As ações são voltadas para a educação básica, período que compreende desde o ensino infantil até o ensino médio.

O plano de ação, segundo o ministro da Educação, Abraham Weintraub, visa dar mais protagonismo aos estados e municípios, seguindo o mote defendido pelo governo de menos Brasília e mais Brasil. "As ideias já existiam, precisava transformar a energia potencial em energia cinética", disse. Segundo ele, o Brasil tem boas iniciativas e recursos que podem ser direcionados para melhorar a educação do país.








Endereço: Rua Macário Elias Delfino, 1169 - Barra Velha -  Passo de Torres - SC - Brasil
Fone redação: 48 3548-0108 - E-mail: contato@jornalnortesul.com 

Nosso WhatsApp:  48 3548-0108  -  Anúncios: contato@jornalnortesul.com