Segurança no transito

PRF vai intensificar operações contra embriaguez ao volante

03 Outubro 2018 16:33:18

A medida, que já vem sendo adotada de forma preliminar desde o final do ano passado, deve ser adotada como preparação para a próxima temporada de verão

Alexandre Back AGÊNCIA AL
Foto: Luca Gebara

O chefe de Operações da Polícia Rodoviária em Santa Catarina (PRF-SC), Everton Feuser, declarou, na manhã desta terça-feira (2), que o órgão pretende dar mais ênfase às operações de fiscalização destinadas a flagrar as pessoas que estiverem conduzindo veículos sob o efeito de álcool.

A medida, que já vem sendo adotada de forma preliminar desde o final do ano passado, deve ser adotada como preparação para a próxima temporada de verão. "Sabemos que as ultrapassagens indevidas, o excesso de velocidade e outras infrações cometidas são causas frequentes de acidentes de trânsito. No entanto, a embriaguez, quando presente, é um dos fatores que causam mais gravidade às ocorrências. Então, pensando nisso, a gente resolveu fazer esse trabalho de uma forma mais contundente com a intenção, acima de tudo, de buscar conscientizar o motorista catarinense de que já passou da hora de separar a condução de veículos do consumo de bebidas alcoólicas." 

Somente entre a última sexta-feira e domingo (de 28 30/09), os policiais rodoviários federais flagraram 117 condutores sob efeito de álcool nas rodovias federais que cortam o estado de Santa Catarina. Além das fiscalizações rotineiras dos agentes de plantão em todo o estado, houve ainda três ações específicas para combater a embriaguez: duas na BR-480, rodovia de acesso à Chapecó, oeste do estado, e uma na BR-101 em Biguaçu, litoral de SC. 

Todos os motoristas autuados tiveram suas carteiras de motorista recolhidas. Eles pagarão multa no valor de R$ 2.934,70 e terão o direito de dirigir suspenso por doze meses. O valor dobra se o caso for de reincidência nos últimos doze meses. 

De acordo com Feuser, somente neste ano, 3.350 pessoas no estado já tiveram suas carteiras de motoristas (CNHs) apreendidas em função deste tipo de delito. "É como se todos os condutores de um pequeno município tivessem as suas CNHs apreendidas em função da bebida ao volante, e isso é um absurdo", comparou. 

Ele observa ainda que, sob efeito de álcool, o motorista perde a noção de distância, espaço e velocidade, tendo também diminuídos o equilíbrio, o campo de visão e o tempo de resposta, fatores que acabam por colocar em risco a própria vida e a dos outros usuários da rodovia. "Neste sentido, a principal recomendação da PFR é que o motorista tenha consciência e assuma que o que acontece no trânsito é também de sua responsabilidade. Se cada um fizer a sua parte, nós teremos certamente um trânsito muito mais seguro", ressalta.







COLUNAS

15332367368140.png
Vinicius.png

Endereço: Rua Nereu Ramos, 109 - Sala 01 - Centro - Passo de Torres - SC - Brasil
Atendimento: De segunda a sexta-feira | Das 8 às 18 horas
Facebook: Jornal Nortesul | Redação 48 3548-0108 contato@jornalnortesul.com WhatsApp:  9.9965-2523
Comercial | Classificados | Assinaturas 48 99660-1500 financeiro@jornalnortesul.com