Estado

Eduardo Pinho Moreira assume Santa Catarina em definitivo como governador

06 Abril 2018 14:04:00

Após renúncia de Colombo, Pinho Moreira tomou posse como governador titular do Estado até 31 de dezembro. No discurso, adiantou que o Fundam II foi negado pelo BNDES e que a SOL seguirá ativa

RCN
Foto: Eduardo de Oliveira/Agência AL

Eduardo Pinho Moreira (MDB) tomou posse em definitivo como governador do Estado de Santa Catarina na manhã desta sexta-feira (6), em cerimônia realizada na Alesc. "Eu me sinto extremamente motivado para administrar Santa Catarina. Nesses próximos meses, a minha missão é cuidar dos mais de 7 milhões de catarinenses e o farei com extrema responsabilidade e com contenção dos gastos públicos", anunciou. Raimundo Colombo (PSD) entregou carta de renúncia nesta quinta-feira (5) para estar apto a concorrer ao Senado em outubro.

Médico por formação, o lagunense Eduardo Pinho Moreira, 68 anos, já foi eleito três vezes vice-governador e assume pela segunda vez o governo do Estado, o que ele classificou como "uma grata surpresa da vida" em seu pronunciamento. A primeira posse como governador ocorreu há 12 anos, com a renúncia de Luiz Henrique da Silveira, um dos seus mentores na política.

Após ser recebido pelo deputado Aldo Schneider (MDB), presidente da Alesc, e demais correligionários, o governador em exercício foi acompanhado ao plenário para a solenidade de posse, que foi precedida pela leitura da mensagem de renúncia do ex-governador Raimundo Colombo.

Quanto a investimentos, o novo titular do cargo anunciou que, desde o dia 9 de fevereiro, o governo tem autorização da Secretaria do Tesouro Nacional para captar R$ 723 milhões, os quais devem ser investidos em ações de infraestrutura e segurança pública. 

"Priorizamos a conquista de recursos para o Fundam, mas o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social [BNDES] negou." Pinho Moreira também anunciou que recuou na decisão de desativar a secretária de Estado de Turismo, Cultura e Esporte (SOL) após conversar com lideranças do setor turístico. 

Em seu discurso de posse, Eduardo Pinho Moreira reiterou as decisões tomadas em fevereiro, quando assumiu interinamente o governo, de "fazer uma gestão com extrema responsabilidade, com contenção dos gastos públicos, e de eleger as prioridades que representam os anseios da população e a preservação da vida, que são a saúde e a segurança pública". 

Ele assegurou que em 2018 serão repassados para a saúde os 14% previstos na Constituição e destacou a obtenção de mais R$ 100 milhões para aplicação na área, provenientes do Ministério da Saúde. "Isso já tem resultados significativos e teremos uma saúde de qualidade em 2018."

Na área de segurança pública, afirmou que já houve diminuição da criminalidade nos últimos 60 dias. "Os latrocínios diminuíram quase 50% e também tivemos uma redução importante do número de homicídios", frisou. O governador atribuiu a redução dos índices à unificação das ações entre as polícias civil e militar. 

Em relação aos gastos públicos, Moreira frisou que a gestão pública precisa reagir em Santa Catarina para equilibrar as contas e destacou que uma de suas principais medidas como governador interino foi promover a extinção de 15 Agências de Desenvolvimento Regional (ADRs) visando a obtenção de economia aos cofres públicos.








Endereço: Rua Nereu Ramos, 109 - Sala 01 - Centro - Passo de Torres - SC - Brasil
Atendimento: De segunda a sexta-feira | Das 8 às 18 horas
Facebook: Jornal Nortesul | Redação 48 3548-0108 contato@jornalnortesul.com WhatsApp:  9.9965-2523
Comercial | Classificados | Assinaturas 48 99660-1500 financeiro@jornalnortesul.com