Apreendidos

Vasos com skunk são apreendidos em Itajaí

A suspeita foi localizada, por volta das 18h, mas nada de ilícito foi encontrado em um primeiro momento.

Foto: Polícia Militar/SC

A Polícia Militar prendeu uma mulher no bairro São Vicente, em Itajaí, na terça-feira, 17. Os policiais militares receberam informações sobre um mandado de prisão ativo em desfavor de uma mulher de outro estado que estaria morando na cidade, então iniciaram rondas para encontrá-la. A suspeita foi localizada, por volta das 18h, mas nada de ilícito foi encontrado em um primeiro momento. Entretanto, em consulta ao sistema, foi constatado o mandado de prisão ativo por tráfico de drogas do estado de Mato Grosso do Sul.

A mulher alegou morar em frente ao local da abordagem, então os policiais realizaram buscas. Lá, ela indicou à guarnição um cômodo usado exclusivamente para o cultivo de skunk, contendo todo material necessário para o desenvolvimento das plantas em ambiente fechado. Foram apreendidos 18 vasos com plantas skunk, três cartelas com sementes de skunk, sete reatores, sete painéis refletivos, um ventilador, 18 embalagens de fertilizantes e dois aparelhos de controle de pH e temperatura.

Skunk (no Brasil, por vezes, grafado skank) refere-se a variedades de cannabis de odor mais forte (daí o nome skunk: gambá, em português) e dotadas de maior concentração de substâncias psicoativas produzidas mediante cruzamentos de várias espécies do mesmo gênero (cannabis sativa, cannabis indica e cannabis ruderalis) e cultivadas em ambiente controlado, visando obter plantas com maior concentração de tetrahidrocanabinol (THC).

Diante dos fatos, a mulher foi presa e encaminhada para os procedimentos cabíveis.




Rede Nortesul de Comunicações Ltda. - CNPJ 09.284.014/0001-59
Contato (48) 3548-0108 (Whatsapp) - E-mail: contato@jornalnortesul.com