Entre o km 322 ao km 324

DNIT/SC alerta comunidades para avanço das Obras Complementares, na BR-101

23 Outubro 2018 14:58:00

Durante o processo construtivo de nova via lindeira, ligando os aglomerados urbanos, os moradores que usam a travessia estarão expostos aos trabalhos

Muriel Ricardo Albonico

O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT/SC) alerta as comunidades de Santiago, Taquaruçu e Estiva, lindeiras à BR-101 Sul catarinense em Pescaria Brava, sobre os cuidados na circulação de equipamentos pesados e trabalhadores entre o km 322 ao km 324 da rodovia federal. Durante o processo construtivo de nova via lindeira, ligando os aglomerados urbanos, os moradores que usam a travessia estarão expostos aos trabalhos.

O alerta é necessário para evitar acidentes e, principalmente, educar quem anda a pé próximo das frentes de obras durante a construção. Além disso, por medida de segurança as frentes de trabalho no lote de Obras Complementares têm a entrada de pessoas vetada, vista a movimentação logística e construtiva. Por curiosidade ou para acompanhar a evolução dos trabalhos, muitos moradores lindeiros acabam ocupando o espaço de obras, o que é proibido. Isso porque para circular pela frente de obras é preciso usar os equipamentos de proteção individual (EPIs) e possuir treinamento especializado. Além disso, pessoas não autorizadas estão expostas ao risco de acidentes, já que o local de trabalho abriga ferramentas, escavações e obras em evolução. 

A maior atividade logística das obras está localizada entre o km 321 ao km 324, em Pescaria Brava, trecho de serviços construtivos inserido entre dois aglomerados urbanos. Essa área não tem circulação de pedestres ou veículos, não sendo local de embarque ou desembarque de passageiros de transportes público. O DNIT/SC pede interessados em acompanhar a obra, sejam das comunidades lindeiras, fornecedores ou imprensa, devem procurar informações pelo Serviço de Atendimento ao Usuário, pelo telefone 0800 6030 101 ou (48) 3632-0285, para contato. 

O consórcio Concremat-Tecnosolo, contratado para a Gestão Ambiental nas obras da BR-101 Sul, faz campanhas permanentes de Comunicação Social nas comunidades lindeiras para alerta dos trabalhos e as medidas de segurança a serem tomadas. 

Com o avanço na execução das Obras Complementares e Remanescentes, a autarquia recomenda atenção redobrada para acessos laterais nos trechos de Laguna, Pescaria Brava, Capivari de Baixo e Tubarão. Sejam as alças de incorporação (entrada na rodovia federal) ou desincorporação (saída do fluxo) os serviços estão movimentando trabalhadores e equipamentos nesses espaços. 

Na segunda fase de obras na duplicação da BR-101 Sul catarinense serão construídos 4.901,50 metros de novas vias laterais, uma nova ponte para via lateral e a adequação de ponte existente no km 329,9, no Rio Capivari. O lote de Obras Complementares e remanescentes se estende do km 300, em Laguna, até o km 358, em Sangão e já construiu e liberou cerca de dois mil metros de vias laterais, 1,5 mil metros de calçadas em Pescaria Brava com 2,2 mil metros construídos em na travessia urbana do bairro São Cristóvão, em Tubarão, um viaduto e quatro passarelas.

Imagens








Endereço: Rua Nereu Ramos, 109 - Sala 01 - Centro - Passo de Torres - SC - Brasil
Atendimento: De segunda a sexta-feira | Das 8 às 18 horas
Facebook: Jornal Nortesul | Redação 48 3548-0108 contato@jornalnortesul.com WhatsApp:  9.9965-2523
Comercial | Classificados | Assinaturas 48 99660-1500 financeiro@jornalnortesul.com