Esporte

Rio do Rastro Marathon: prova inédita movimenta SC

Dias 02 e 03 de outubro corredores e ciclistas se desafiam serra acima

Sabine Weiler

Subir a Serra do Rio do Rastro correndo ou pedalando é um desafio e tanto, seja a distancia que for. Mas é isso que cerca de 1500 atletas do Brasil querem e vão buscar nos dias 02 e 03 de outubro, nas provas de corrida e ciclismo da Rio do Rastro Marathon, na famosa serpente de Santa Catarina com mais de 256 curvas. A primeira edição do evento, organizada pela Corre Brasil e pelo Mountain Do, foi planejada e executada diante de pedidos de atletas que queriam ver as duas maiores organizadoras de corrida do Sul do Brasil, num desafio junto com eles, num dos pontos mais bonitos do país. E foi a partir daí que os desafios iniciaram. As equipes responsáveis pelas provas estavam diante de um local de extrema dificuldade logística, organizacional e estrutural. Além disso, durante o planejamento, outro grande obstáculo precisou ser enfrentado, como conta a coordenadora de eventos da Corre Brasil, Mariana Neves.

Quando o assunto é se desafiar, o médico e atleta Adriano Gomes, entende muito bem. Na Rio do Rastro Marathon ele vai correr 67km num intervalo de 24h. No sábado vai enfrentar os 25km e no domingo os 42km, que é a maratona de estrada mais difícil do Brasil, com 2.560m de ganho de altimetria. "Vencer a Serra do Rio do Rastro é muito mais que participar de uma simples corrida. É desafiar seus limites físicos e mentais, é provar que os limites do impossível estão além do que nós mesmos podemos imaginar. E a Rio do Rastro Marathon traz uma prova que promete ser mais difícil e desafiadora, com um belíssimo percurso e uma organização primorosa. Portanto vou encarar esse desafio e tentar provar que posso ir além dos meus limites para uma conquista sem igual nas corridas brasileiras". 

O pernambucano conhecido nas redes sociais como Doutor Corrida já correu em outras oportunidades na Serra do Rio do Rastro e sabe que dosar a corrida é fundamental. Mas para quem vai se enfrentar as provas pela primeira vez, o ultramaratonista e treinador de corrida Leonardo Pontarolli, dá uma dica. "Costumo brincar que o atleta neste tipo de prova deve sempre guardar 'combustível'. Andar com o tanque na reserva pode praticamente confirmar a quebra. Ela tem um percurso 'traiçoeiro' em que muitas pessoas apenas preocupam-se na Serra em si. Mas se o atleta não souber dosar a intensidade e conduzir o 'pré-serra' de maneira controlada e inteligente ele pode pagar muito caro".

Para os ciclistas, a dica é do técnico em equipamentos de ciclismo e também ciclista, Juliano Salvadori. Os dias que antecedem a prova devem servir para fazer um check-list em todos os equipamentos e acessórios da bike. "Faça uma revisão geral do seu equipamento em um mecânico profissional uma semana antes da prova, e faça um pequeno treino teste com sua bicicleta antes de viajar para a Rio do Rastro Marathon, para garantir que ela vai funcionar 100% no dia. Neste formato de prova o seu sucesso depende muito do funcionamento do seu equipamento".

Arquivo/Leonardo Pontarolli

Cuidados: Uso de máscaras e largadas em ondas

A Rio do Rastro Marathon vai seguir todos os protocolos sanitários de prevenção e combate ao coronavírus. A Arena do Evento terá acesso controlado e monitorado, sendo permitida a permanência apenas de competidores e staffs. Todos os participantes, trabalhadores envolvidos diretamente com o evento vão ter a temperatura aferida por infravermelho. O uso de máscaras será exigido durante a permanência nas arenas de largada, chegada e áreas comuns do evento. No percurso o uso é opcional. Nas três provas o limite de participantes vai ser respeitado, e as largadas vão ser realizadas em ondas. Cada atleta vai receber seu horário na retirada do kit.

Imagens




Rede Nortesul de Comunicações Ltda. - CNPJ 09.284.014/0001-59
Contato (48) 9.9969-9392 (Whatsapp) - E-mail: contato@jornalnortesul.com